sexta-feira, 20 de outubro de 2017

O QUE SIGNIFICOU A PASSAGEM DO DIA 23 DE SETEMBRO DE 2017


O QUE SIGNIFICOU A PASSAGEM DO DIA 23 DE SETEMBRO DE 2017


Agora que já passou o dia 23 de Setembro de 2017, sabemos o que significou na verdade este dia. Este acontecimento astronômico, se refere ao Apocalipse 12 do livro da Revelação do Apóstolo João, que fala de um Grande Sinal no céu, uma Mulher vestida de sol com doze estrelas sobre a cabeça e a Lua a seus pés. Que gerou um Filho e que assim que nasceu foi perseguido pelo Dragão. Coincidentemente, próximo deste dia 23, completou-se 100 anos da aparição de Nossa Senhora em Fátima-Portugal e 300 anos da aparição de Nossa Senhora Aparecida-Brasil, como que para dar um aval ainda maior a este acontecimento astronômico. O combate dos que têm fé em Maria contra os descrentes do mundo.
Significa o início da intensificação da Grande Tribulação, um marco, um sinal de que daqui para a frente a purificação da Terra será muito mais severa. Os terremotos, os furacões e as erupções vulcânicas serão acentuadas, agravadas e sequênciais. Vai culminar com o início da terceira guerra mundial e logo em seguida da perseguição do Anticristo, utilizando-se da imposição de sua política mundial, da religião única e a marca da escravidão: a Marca da Besta.
Os dias, portanto, começam a ser contados regressivamente para este mundo, para o seu fim. E este mundo tem que ter um fim, para que um novo mundo de paz tenha início. Devemos aceitar com amor alegria e gratidão estes acontecimentos, que são sem dúvida de interesse de nosso Pai.
Uma imensa paz de espírito se dará com o arrependimento de coisas malfeitas. Neste momento sublime de paz interior, agradeça a Deus por tudo. Não peça nada, mesmo que esteja precisando de alguma graça. Apenas agradeça dizendo: Que seja feita a vontade de Deus, porque a vontade de Deus é boa para mim e para a humanidade.
Espero na fé do Senhor.


Antonio

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

MENSAGEM DE JESUS CRISTO À HUMANIDADE


Este homem não vem da Casa de Meu Pai eterno. É o Falso Profeta, aquele que se veste como cordeiro, mas é um lobo faminto, um grande sedutor. Abram os olhos povo meu, eis que chegou o final dos tempos.


MENSAGEM DE JESUS CRISTO À HUMANIDADE


Recebido sábado, 19 de fevereiro de 2011, 15:00, Mensagem 49 do Livro da Verdade. Jesus a Maria da Divina Misericórdia:


Minha amada filha, você está se esforçando para obedecer Minhas instruções para santificar sua alma, e isso é muito agradável para Mim. Por favor Me dê uma hora cada dia, em silêncio Comigo, e deixe-Me aproximá-la do Meu Sagrado Coração.

Você se sentirá mais forte quando fizer assim. Comece a partir de hoje, dedicando este tempo na Minha presença, para que Eu possa iluminar seu coração e aliviar sua carga.

Hoje, quero explicar-lhe Meu desejo, para que a Humanidade comece a avaliar suas vidas em preparação para o GRANDE ALERTA. Minha filha, aqueles que não conseguirem preparar-se, precisam de oração, e muito.

O GRANDE ALERTA, o grande Dom, será apresentado agora ao mundo. A todos será dado a oportunidade de saborear a alegria quando, finalmente, perceberem a Verdade. A Verdade da Minha existência. Orem por todos, Meus filhos, que todos possam ter a coragem de buscar o Meu perdão.

Finalmente, Minha filha, Meus filhos em todos os lugares estão começando a abrir os olhos. Eles estão percebendo que agora o mundo está mudando. O mundo como já conhecem, agora em uma nova fase. Esta nova fase vai levar a uma série de etapas, antes que eles, Meus filhos, finalmente estejam prontos para o Novo Paraíso. Infelizmente os parasitas do enganador vão lutar obstinadamente até o amargo fim. Rezem agora por aquelas pobres almas delirantes, que uma centelha de Luz possa inundar seus corações, quando elas entrarem em contato com Meus devotos seguidores. Vocês, Meus seguidores, estão recebendo a graça para ajudar a converter todas aquelas almas, perdidas no deserto e em estado de confusão, causada em suas almas por Satanás.

As Profecias de La Salette, Fátima e Garabandal vão se revelar
Todas as profecias, dadas aos abençoados videntes em La Salette, Fátima e Garabandal, vão desdobrar-se agora, para que todos possam ver. Para todos os milhares de fiéis, que conhecerem e aceitarem estas profecias, Eu seu Salvador estou pedindo a vocês: Rezem por todas as almas de toda a Humanidade agora! Abram seus corações mais uma vez para 
estas novas mensagens - as últimas profecias de seu tipo, a ser oferecidas para todos os Meus filhos, antes que Eu volte para julgar.

Apelo a todos os ministros das Igrejas
Chamo também Meus sagrados servos de todas as denominações que honram o Pai Eterno, para que Me ouçam agora: Não permitam que o enganador, através de seu Falso Profeta (próximo Papa, depois do Papa Bento XVI), iluda vocês acreditando nas mentiras que vão ser perpetradas em seu nome em breve. Isso vai ser um tempo muito difícil para aqueles de vocês que Me amam, porque vão ficar muito confusos.

O Falso Profeta e o Anticristo
Olhem com olhos claros o Falso Profeta, que vai tentar levar a Minha Igreja, porque ele não vem da Casa do Meu Pai Eterno! Ele vai parecer como se fosse. Mas isso será falso. Olhem também para a amizade que ele vai mostrar com o Anti-Cristo, porque os dois são os seguidores mais enganosos de Satanás - vestidos com pele de cordeiro! Eles terão poderes que parecem os milagres como nos tempos atrás, mas esses poderes serão satânicos. Vocês devem manter-se na graça todo o tempo para defender a sua fé. Orem por Meus servos sagrados, que são mornos em sua fé, porque eles serão levados para os braços do enganador. Ele vai apelar para eles, porque ele vai oferecer emoção, paixão, “amor” que será dirigido por si mesmo, e sua aparência carismática será difícil de resistir. Caminhem por esse caminho, Meus sagrados servos, e vocês estarão perdidos para Mim para sempre!

Vocês podem perguntar: Por que estes eventos apresentam tais dificuldades? Vocês vão se perguntar também: Por que Jesus permite que essas coisas aconteçam? Certamente Jesus, em Sua misericórdia, não deveria apresentar tais obstáculos. Bem, devo permitir-lhes, pois será através destes desafios que a Minha Batalha Final entre o Pai Eterno e O Mal poderá ter lugar. Sem um confronto final, ele, Satanás, não poderia ser jogado definitivamente no abismo do inferno eterno.

Estejam atentos a este engano! Não permitam que suas almas sejam perdidas desta forma! Rezem, rezem, rezem para a graça do discernimento, para que vocês possam ver nesse Falso Profeta, o que ele realmente é: O demônio enviado para distraí-los. Ele chegará das profundezas do inferno. Sejam gratos que vocês são o alvo! Por causa da sua lealdade a Mim, vocês vão ser postos à ultima prova. O teste da sua fé! Nunca mais vão ter que enfrentar uma prova dessas. Então, estejam preparados! Voltem para Mim, todos vocês, Meus sagrados servos, agora, antes que seja tarde demais!

Seu amado Salvador Jesus Cristo


 fonte: www.jesusfala.org

domingo, 8 de outubro de 2017

O PODER DO LIVRE ARBÍTRIO


A NOSSA VONTADE DEFINE ONDE DEVEMOS ESTAR DEPOIS DESTA VIDA, NO INFERNO OU NO PARAÍSO

Diz Jesus:

“Uma coisa horrenda, mas não inútil. Há muita gente que crê ter Judas cometido uma falta pequena. Alguns chegam até a dizer que ele é um benemérito, porque sem ele a Redenção não se teria realizado e que por isso ele esta justificado aos olhos de Deus.

Em verdade Eu vos digo que se o Inferno ainda não existisse, e não tivesse existido com os seus tormentos, teria sido criado para Judas, ainda mais horrendo e eterno,porque de todos os pecadores e condenados ele é o mais condenado e pecador, e, para ele, eternamente não haverá atenuação da condenação.

O remorso o poderia até ter salvado, se ele tivesse transformado o remorso em um arrependimento. Mas ele nãos quis arrepender-se, pois ao primeiro delito de traição, que era perdoável, por causa da grande misericórdia que é a minha amorosa fraqueza, ele ainda acrescentou as blasfêmias, as resistências às palavras da Graça, que ainda lhe queriam falar através das recordações, através dos terrores, através do meu Sangue e do meu manto, através do meu olhar, através dos sinais da instituição da Eucaristia, através das palavras de Minha Mãe.

Ele resistiu a tudo. Ele quis resistir, como também quis maldizer, como quis suicidar-se. E é à vontade o que se leva em conta nas coisas. Tanto para o bem, como para o mal.

Quando alguém cai sem vontade de cair, Eu perdôo. Veja o caso de Pedro. Ele me negou. Por quê? Nem ele mesmo sabia exatamente o porquê. Seria um covarde, Pedro? Não. O meu Pedro não era um covarde. Contra a coorte e os guardas do Templo, ele tinha ousado ferir Malco, para defender-Me e até para arriscar-se a ser morto por isso. E depois ele fugiu. Mas sem ter tido a intenção de fazer aquilo. Depois, porem, ele soube ficar comigo e proceder bem no caminho, até chegar a minha morte na cruz. Depois ele soube muito bem dar testemunho de Mim, ate o ponto de chegar a ser morto por sua fé intrépida. Eu defendo o meu Pedro. Seu extravio, ao negar-Me, foi o ultimo de sua humanidade. Mas é que sua vontade espiritual não lhe estava presente naqueles momentos. Com o espírito desvairado pelo peso de sua natureza humana, ele estava dormindo. E, quando despertou, não quis ficar no pecado, e quis ser perfeito. E Eu o perdoei imediatamente.

Judas não quis. Tu dizes que ele parecia um louco e hidrófobo. O que ele tinha era uma raiva satânica. O seu terror, ao ver o cão, um animal raro, especialmente em Jerusalém, o seu terror vem do fato de que se atribuía a satanás, desde os tempos imemoriais, aparecer aos mortais, sob aquela forma. Nos livros de magia se lê ainda hoje que uma das formas preferidas por satanás, a fim de aparecer aos homens é a de cão misterioso, ou de um gato, ou de um bode. Judas, já tomado pelo terror nascido nele pelo seu delito, convencido como estava de ser ele de Satanás pelo seu delito, chegou a ver Satanás naquele animal vadio.

Quem é culpado vê em tudo sombras que amedrontam. E é sua consciência que as cria. Depois satanás aumenta aquelas sombras, que ainda poderiam dar arrependimento a um coração, e transforma em fantasmas horrendos, que levam ao desespero. E o desespero leva ao ultimo delito: o suicídio. Que vantagem há em jogar fora o preço da traição se esse despojamento é somente um fruto da ira, e não é valorizado por uma vontade reta de arrependimento? Pois, se assim fosse, então o despojar-se dos frutos do mal se torna um ato meritório. Mas do jeito que ele fez, não. Foi um sacrifício inútil.

Minha Mãe, e Ela era a própria graça quando falava, e também minha Tesoureira, que perdoava em meu Nome, havia dito a ele: “Arrepende-te, Judas. Ele perdoa...”

Oh! Se Eu o tivesse perdoado! Se ele se tivesse jogado aos pés da Mãe, dizendo: “Piedade!” Ela, a piedosa, o teria recolhido como a um ferido e, sobre as suas feridas satânicas pelas quais o inimigo lhe tinha inoculado o delito, teria derramado o seu pranto que salva, e o teria trazido a Mim, aos pés da Cruz, segurando-o pela mão, para que satanás não o pudesse arrebatar, e os discípulos feri-lo, e levado para lá para que o meu Sangue caísse em primeiro lugar sobre ele, o maior dos pecadores. E teria sido Ela a Sacerdotisa admirável sobre o seu altar, entre a Pureza e a Culpa, porque é Mãe dos Virgens e dos Santos, mas também Mãe dos Pecadores.

Mas ele não quis. Meditai no poder da vontade da qual vós sois árbitros absolutos. Por ela podeis ter o Céu ou o Inferno. Meditai sobre o que é que quer dizer persistir na culpa.

O Crucificado, Aquele que esta com os braços abertos e pregados, para dizer-vos que vos ama e que não quer, não pode ferir-vos, porque vos ama, e prefere dizer que não nos pode abraçar, sua única dor, por sua posição pregado na Cruz, mais do que ter a liberdade de punir-vos, o Crucificado é objeto da divina esperança para aqueles que se arrependem e que querem ficar livres da culpa, que se torna para os impenitentes objeto de um tal horror, que os faz blasfemar e usar de violência contra si mesmos. Assassinos de seu espírito e de seu corpo, por sua persistência na culpa, e o aspecto do Manso, que se deixou imolar, na esperança de salvá-los, assume a aparência de um espectro horroroso.

Maria, tu te lamentaste desta visão. Mas esta é a Sexta-Feira da Paixão, minha filha. Tu deves sofrer. Aos sofrimentos, por causa dos meus sofrimentos e os de Maria, deves unir os teus, pela amargura de ver os pecadores continuarem sendo pecadores. É esse o nosso sofrimento. E deve ser o teu. Maria sofreu, e sofre ainda por isso, como sofre por minhas torturas. Por isso é que deves sofrer por isto. Agora, descansa. Daqui a três horas serás toda Minha e de Maria. Eu te abençôo, ó violeta da Minha Paixão, e passiflora de Maria.

O Evangelho como me foi revelado, onde Nosso Senhor e Maria Santíssima revelam Suas Vidas a Grande Mística Maria Valtorta, das paginas 71 a 82.

sábado, 30 de setembro de 2017

NINGUÉM IRÁ JAMAIS AMAR MAIS VOCÊ DO QUE EU


Às vezes eu me pergunto, por que tanto ódio? Por que não o aceitam? Jesus é o homem mais generoso, amável e gentil que já existiu, e ainda se entregou à morte para nos dar vida, e mesmo em agonia com dores insuportáveis em todo corpo, esquece de si mesmo e diz: “Pai perdoai-os, eles não sabem o que fazem”, não há adjetivo melhor para exemplificar uma pessoa tão boa, a não ser a palavra AMOR.
A vida de Jesus é uma declaração de amor à humanidade, incompreensível para alguns e arrebatadora para todos nós humildes e desejosos de justiça. Durante a paixão, neste momento de grande dor, angústia e tristeza, pregado na cruz, contemplou seus dois maiores amores depois do Pai, estavam aos prantos abraçados um ao outro e disse Jesus: “Mulher, eis aí teu filho”, e a João: “Eis aí tua Mãe”.  O amor de Deus para com  Maria e João Apóstolo é tão grande, que não foi permitido a eles o desfalecimento natural do corpo e sim o arrebatamento de corpo e espírito direto para o Céu, por isso eles não têm túmulo. Jesus, como sabemos,  com seu próprio poder se elevou em corpo e espírito ao Céu, e também não tem túmulo.
 O amor esteve sempre presente na Sagrada Família, desde a concepção de Maria Santíssima por Ana e Joaquim, dois Santos, depois Jesus concebido pelo Espírito Santo, filho adotivo de José, outro Santo, e o filho adotivo de Maria, João Apóstolo, entregue pelo próprio Cristo Jesus enquanto desfalecia na Cruz. Quando falo fogo de amor, é o amor mais puro que existe,  espiritual, de entrega total sem esperar nada do outro, sem querer nada em troca, e tão intenso, que é luz em forma de fogo. A Santa família é exemplo para todas as famílias do mundo em todos os sentidos, ninguém amou mais do que eles em tempo algum, não só entre si, mas com a humanidade, pois o que fizeram foi para nos salvar.
Os pregos que deixaram três orifícios na Cruz mantiveram Jesus Cristo pendurado e lhe deixaram quatro chagas, a quinta chaga e mais profunda, a ponto de chegar ao coração, foi para averiguar se Ele já estava morto, as outras 5.475 contusões de seu corpo foram muito severas, evidenciando a rigorosa flagelação, deixando-o estendido no chão extremamente debilitado. As cusparadas, tapas, arranhões, pedradas e a coroa de espinhos deram um requinte de crueldade, de ferocidade animal. Porém a mais dolorosa, que não tem comparação com nenhuma outra dor, foi o beijo traidor de Judas, tingindo de sangue um corpo Santo, demonstrando o desprezo total, o desejo de acabar com a vida de Jesus mesmo sabendo que Ele era um inocente e, até aquele momento, seu amigo.
Eu me emociono com todos estes acontecimentos, com a maldade imposta ao “Príncipe da Paz”, a ponto de uma lágrima escorrer no meu rosto, e com que felicidade a sinto rolar em minha pele, porque sei que a  lágrima, além de ser um produto, um líquido exclusivamente humano, é a sangria da alma e do coração eternizada e lembrada no Céu. Este líquido precioso será testemunho de salvação de cada alma no dia do juízo final. Feliz é o homem no dia de seu julgamento que, durante sua passagem nesta vida, derramou uma lágrima por amor a Jesus. As lágrimas derramadas por amor a Jesus se chamam “salvação.”
 Ele nos pede também, sempre com serenidade e bondade para refletirmos a respeito das leis de Deus, e pergunta: Por acaso é impossível de se praticar os 10 mandamentos? É algo impossível de se conseguir? É claro que não, se resumirmos todos em apenas dois seria:  Amarás ao Senhor teu Deus com todo o teu coração com toda a tua alma e com todas as suas forças, e ao próximo como a ti mesmo.
“Bem-aventurados aqueles que escutam a palavra de Deus e se esforçam para fazer o que ela diz. Bem-aventurados aqueles que querem conhecer-me para me amarem. Neles e para eles serei uma bênção.” ( de Jesus a Valtorta, O Evangelho como me foi revelado-Vol. 2 )
Como alguém pode não aceitar Deus, que só deseja o nosso bem, que perdoa , e perdoa e perdoa incontáveis vezes, e nos pede para amarmos uns aos outros para conquistar um prêmio em outra vida eternamente em paz? Como é possível não desejar a paz? Não desejar estar com Deus?  Jesus é a própria essência do amor, uma essência que gera e distribui amor, inesgotavelmente, a quem pedir. Ele não impõe a nossa aceitação, mas espera até o fim de nossas vidas um sorriso, um gesto por menor que seja de arrependimento, uma palavra que seja de carinho, e depois vem o querer que é consequência de uma alma redimida, e em seguida Ele lhe abraça, e se fundem numa grande luz que se eleva aos Céus para as delícias do além vida.
Ninguém irá jamais amar mais você do que Jesus Cristo. Se não existe amor maior do que aquele que dá a própria vida pelo próximo, imagine esta atitude sendo feita por um Deus. Este amor sublime nos deixa totalmente desnorteados, um amor que está acima de qualquer outro, inatingível. A voz de Deus está ecoando esta frase nos quatro cantos da terra desde a morte de seu filho na cruz: “NINGUEM IRÁ JAMAIS AMAR MAIS VOCÊ DO QUE EU” . Fico em meus pensamentos imaginando a dor da alma de um descrente, que sente este chamado irresistível e irrecusável para ela, gritando de angustia o seu direito de voltar à fonte, ao Pai negado pelo seu usuário humano. O maior tormento, o mais doloroso no castigo eterno é a ausência de Deus, é saber que nunca verá a face de Deus.
O que há de errado em ser um Espírito de luz e brilhar como uma estrela para sempre junto com milhões de Espíritos de luz? Uma vez que a morte e o tempo foram vencidos, e ainda na convivência com a luz mais linda e intensa do universo, que é o Pai, que acolhe, que supre e  alimenta, emanando e irradiando bem aventuranças aos seus filhos num gesto de amor sem fim.
Na verdade, é mais do que simplesmente um Espírito de Luz, é um Espírito de Luz na forma humana, pois no final dos tempos nossos corpos serão reconstituídos para passarmos pelo julgamento Divino, e os que estiverem à direita, os eleitos, os escolhidos, reconstituídos, ficarão para sempre. Como somos filhos de Deus, seremos de fato como Deuses na vida Celeste, porque só um Deus vive eternamente, e eis a diferença, na paz, na vivência em espírito, em paz.

 “A união com Deus é a arma que nenhum forte pode vencer. A união comigo é segurança de obter a vitória e de arrebatar presas de guerra, que são as virtudes eternas pelas quais será dado para sempre um lugar no Reino de Deus.” ( de Jesus a Valtorta- O Evangelho como me foi revelado -Vol. 4-pag. 432)

(do Livro O Banquete da Verdade - Sim Jesus é Deus)


terça-feira, 26 de setembro de 2017

MENSAGEM DE JESUS


Nunca antes, desde Minha Crucificação, o Cristianismo suportou tamanha perseguição


Recebido quarta-feira, 6 de maio de 2015, 22.31, Mensagem 1335 do Livro da Verdade. Jesus a Maria da Divina Misericórdia:


Minha muito amada filha, Minhas Lágrimas fluem em grandes torrentes, neste momento, como a Santa Palavra de Deus está sendo dilacerada.

O amor por Mim, Jesus Cristo, se dissipou e o espírito da Minha Igreja está secando e, em breve, ele vai se tornar apenas um deserto. Ele vai ser desprovido de vida e somente os verdadeiros fiéis dentro da Minha Igreja irão manter o coração do Meu Amor batendo de forma constante, enquanto todo o resto, o que o rodeia, vai tornar-se desidratado e toda a vida será sugada dele.

Nunca antes, desde Minha Crucificação, o Cristianismo suportou tamanha perseguição, por causa do desprezo contra a Palavra de Deus.

Tudo o que é considerado sagrado no Reino do Meu Pai Celestial, está sendo dizimado pelo homem, cujo coração não sente mais amor por seu Criador, Deus o Altíssimo. Aqueles, que permanecem fiéis a Ele, e que O amam e que prenderem-se a Ele, vão sentir a Sua Dor dentro dos seus corações, como uma espada, que perfura e inflige um sofrimento terrível, mas que não vai matar. Porque aqueles, com verdadeiro amor a Deus, não serão capazes de separar-se Dele, porque eles estão ligados a Ele por um cordão umbilical, que não pode ser cortado.

Deus, através da Sua Misericórdia, irá destruir Seus inimigos que tentam roubar as almas daqueles, cujos nomes estão contidos no Livro da Vida. Meu Tempo está quase sobre vocês.

Nunca percam a esperança ou desesperem-se, quando testemunharem o trabalho dos Meus inimigos e a velocidade, com que os seus maus caminhos ardilosos são aceitos por almas inocentes! Eu Sou, em primeiro lugar, um Deus de muita Paciência e Minha Misericórdia será derramada sobre a raça humana em abundância, em meio de chamas do Meu Amor. Estas chamas irão incutir uma renovação da fé em Mim por aqueles, que se afastaram de Mim, assim como eles vão destruir Satanás e cada demônio e anjo caído, que detêm reféns aquelas almas, que pertencem a Mim, mas que se separaram de Mim.

Meu Tempo vai chegar, mas não antes que o mundo veja os sinais preditos no Livro do Apocalipse e no Livro da Verdade. Não tenham medo de Mim! Preparem-se para Mim! Rejeitem as falsas promessas, feitas por Meus inimigos! Permaneçam fiéis, sempre, à Minha Palavra! Meus inimigos não terão parte no Meu Reino. Meus amados fiéis, incluindo aqueles, que chamarem a Mim durante do GRANDE ALERTA, nunca morrerão. Porque deles é o Reino Novo - Meu Reino - o Único prometido a Mim, o Messias, o Rei de todos os tempos - um mundo sem fim.

Este pode ser um momento de confusão, divisão, tristeza e um anseio por aqueles, que Me representam nesta Terra, para anunciar a Verdade. Mas saibam disso: Eu sou a Verdade. A Verdade nunca morre. Meu Reino é eterno e vocês, Meus amados filhos, pertencem a Mim. Venham! Fiquem perto de Mim! Eu vou levá-los para sua herança legítima. Confiem em Mim! Ouçam-Me através destas Mensagens - o Livro da Verdade! É o Dom de Deus para vocês, para que nunca esqueçam a Minha Promessa de vir a julgar os vivos - os que estiverem vivos na Terra, bem como aqueles, que morreram em Meu Favor.

Eu vou mostrar sinais de todo tipo em todo o mundo, agora. Aqueles, que são abençoados com o Dom do Espírito Santo, saberão que eles foram enviados para vocês pelo Comando do Meu amado Pai.

Vão em paz! 
Escutem-Me somente através destas Mensagens, nestes tempos!

Eu amo muito todos vocês e Eu elegi vocês como Meus. Que nenhum homem tente de roubar uma única alma de Mim, porque ele vai sofrer tormento eterno por seus atos.

Seu Jesus


 fonte: www.jesusfala.org

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

O ESPÍRITO DA LEI


JESUS É CENSURADO POR UM ESCRIBA POR TER SALVADO FILHOTES DE AVES NUM SÁBADO

Diz Jesus:

Pois o Deuteronômio diz: “Se vires extraviar-se a ovelha ou o boi do teu irmão, ainda que ele não seja teu vizinho, não irás para adiante. Mas os levarás a ele, ou tomarás conta deles, até que ele venha apanhá-los.” Diz também: “Se vires um asno ou um boi de teu irmão cair, não fiques parecendo não ter visto, mas ajuda-o a levantá-lo. E diz ainda: “Se encontras sobre uma árvore, ou no chão um ninho, com a mãe, que está chocando os ovos, ou já com os pequeninos nascidos, tu não tentarás pegar a mãe, pois ela é necessária para a procriação, mas apanharás somente os pequeninos.”
Eu vi no chão um ninho, e uma mãe que estava chorando sobre ele. E fiquei com dó, porque era uma mãe. E lhe entreguei seus pequeninos. Não achei, que estava violando o sábado, por ter consolado uma mãe. Não se há de permitir que fique extraviada a ovelha do irmão, e não diz a Lei se é culpa levantar um asno em dia de sábado. Ela só diz que se use de misericórdia para com o irmão, e de humanidade para com o asno, criatura de Deus. Eu pensei que Deus havia criado aquela mãe para que procriasse, e que ela havia obedecido à ordem de Deus, e que impedi-la de criar sua prole era criar um obstáculo à sua obediência a uma ordem divina. Mas tu não compreendes estas coisas. Tu e os teus guardais a letra, mas não o espírito. Tu e os teus não pensais que estais violando duas vezes, e até três vezes aviltando a palavra de Deus até à mesquinhez da mentalidade humana, pondo obstáculos a uma ordem de Deus, e faltando com a misericórdia para com o vosso próximo. Para ferirdes com a censura, não julgais que é um mal mover a língua sem necessidade. Isto, que também é um trabalho, e que não é nem necessário, nem bom, isto não vos parece uma violação do sábado.
Jocanã de Zacai, escuta-me. Como hoje tu não tens dó de uma toutinegra e, pela prática farisaica a farias morrer de dor e de aflição, farias perecer a prole dela, deixada ao alcance da áspide e do homem perverso, assim também amanhã não terás dó de uma mãe, e a farias morrer de dor ao fazeres matar sua prole, dizendo que é bom que assim se faça, por respeito à tua lei. Não à de Deus. Aquela que tu e os teus pares fizestes para oprimir os fracos e para triunfartes vós, os fortes. Mas, estás vendo? Os fracos sempre acham um salvador. Enquanto que os soberbos, os fortes segundo a lei do mundo, ficarão esmagadas pelo peso de sua própria e pesada lei.
Adeus Jocanã Bem Zacai. Lembra-te desta hora, e toma cuidado para não violares tu um outro sábado, com a complacência de um delito praticado.”
E Jesus, fazendo cintilar suas pupilas sobre o rosto cheio de ira do velho irado, olhando para ele de alto a baixo, pois o escriba é baixo e gordo, e Jesus parece uma palmeira, em comparação com ele, passa para a frente, tendo que pisar sobre a grama, porque o escriba não saiu do caminho.

Diz Jesus:

“Eu quis elevar o teu espírito com uma visão verdadeira, ainda que não tenha sido contemplada nos Evangelhos. Para ti o ensinamento é este: que Eu tenho muito dó dos passarinhos sem ninho, mesmo quando em vez de terem o nome de toutinegra, se chamam Maria e João. E trato logo de dar-lhes de novo um ninho, quando algum acontecimento os despojou dele.
Para todos o ensinamento é este. Que são muitos os que conhecem as palavras da Lei, e muitos mais, e que ainda são poucos, visto que todos deveriam conhecê-las. Mas conhecem apenas as palavras. E não vivem as palavras. Eis o erro.
O Deuteronômio prescrevia leis de humanidade, porque os homens daquele tempo eram, por sua infância espiritual, uns seres brutais, uns selvagens. Tinham que ser guiados pela mão, pelos caminhos floridos da piedade, do respeitado amor para com o irmão, que perde um dos seus animais, e para com o animal que cai, para com o passarinho que está chocando. Para ensiná-los a se elevar na prática de uma piedade, um respeito e um amor mais altos. Mas, quando Eu vim, aperfeiçoei as normas mosaicas e abri horizontes mais amplos. A letra já não era mais o “tudo”. O espírito é que se tornou o tudo. Acima do pequeno ato humano, a favor de um ninho e dos que moravam nele, é preciso ver o significado oculto daquele meu gesto: inclinar-me Eu, o Filho do Criador, diante da obra do Criador. Pois até aquela ninhada é obra dele.
Oh! Felizes aqueles que em todas as coisas sabem ver a Deus e servi-lo com um espírito de reverente amor. E ai daqueles que, como uma serpente, não sabem levantar a cabeça acima de sua lama, e, não podendo ter um canto de louvor a Deus, que se nos mostra nas obras dos irmãos, morde, a estes, com a grande abundância do veneno que os sufoca. Há muitos demais desses, que torturam os melhores, dizendo, para justificarem sua perversidade, que é bom fazer isso em respeito à Lei. Em respeito à lei deles. Não é de Deus, pois este, se não pode impedir as obras más deles, contudo sabe vingar os seus pequeninos.
E isto serve para aqueles a quem foi dado.
A minha paz, que te vigia, esteja sobre ti.

(de Jesus à Valtorta, Vol. 6, pgs. 475 a 479)  

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

JESUS É CONTRA A EXORTAÇÃO AMORIS LAETITIA DO PAPA FRANCISCO


Não permitam que o sofrimento de Jesus tenha sido em vão

JESUS É CONTRA A EXORTAÇÃO AMORIS LAETITIA DO PAPA FRANCISCO

SOBRE O MATRIMÔNIO

Diz Jesus:

Na religião mosaica o matrimônio é um contrato. Mas na nova religião cristã, que ele seja um ato sagrado e indissolúvel, sobre o qual desça a graça do Senhor, para fazer dos dois cônjuges dois seus ministros na propagação da espécie humana.
Procurai desde os primeiros momentos, aconselhar ao cônjuge, que já faz parte da nova religião, que converta o cônjuge que ainda está fora do número de fiéis, a começar a tomar parte na dele, a fim de evitar aquelas dolorosas divisões de pensamento, e portanto da paz, que sempre temos procurado conservar entre nós. Mas, quando se trata de dois cônjuges, que já são fiéis ao Senhor, por nenhum motivo se separe aquilo que Deus uniu. E no caso de uma das partes que se ache sendo cristã, unida a um gentio, Eu aconselho que esta parte carregue a sua cruz com paciência e mansidão, e com fortaleza também, até o ponto de saber morrer em defesa de sua fé, mas sem abandonar o cônjuge, ao qual se uniu, com seu conhecimento. Este é o meu conselho para uma vida mais perfeita no estado matrimonial, enquanto não for possível, com a difusão do cristianismo, haver mais matrimônios entre fiéis. E nesse caso o vínculo seja, sagrado e indissolúvel, e santo seja o amor.
Um mal seria, se pela dureza de coração, devesse acontecer, e na nova fé o que aconteceu na antiga: que se permitisse o repúdio e a anulação do casamento para evitar os escândalos criados pela libidinagem do homem.
Em verdade, Eu vos digo que cada um deve carregar a sua cruz em todos os estados, e também no matrimonial.
E também em verdade Eu vos digo que nenhuma pressão deve fazer dobrar-se a vossa autoridade, ao dizer: “Não é lícito” a quem quer passar a novas núpcias, antes que um dos cônjuges tenha morrido. É melhor, Eu vo-lo digo, que uma parte podre se separe sozinha, ou acompanhada por outros, do que tolerá-la no Corpo da Igreja, concedendo-lhe uma coisa contrária à santidade do casamento, escandalizando os humildes e dando-lhes o ensejo de considerações desfavoráveis à integridade sacerdotal, e sobre o valor da riqueza ou do poder.
As núpcias são um ato grave e santo. E, para mostrar isto, Eu participei de uma festa de núpcias, e realizei o meu primeiro milagre. Mas ai deles se degeneram em libidinagem e capricho.
O matrimônio é um contrato natural entre o homem e a mulher, e de agora em diante, que se eleve à altura de um contrato espiritual, pelo qual as almas de duas pessoas, que se amam, juram servir ao Senhor, em um amor recíproco oferecido a Ele em obediência à sua ordem de procurar, a fim de dar filhos ao Senhor.

(O Evangelho como me foi Revelado – Maria Valtorta, Vol. 10)

Obs: Como sabemos, a exortação Amoris laetitia do Papa Francisco abre a possibilidade de admitir aqueles que estão em segunda união, participarem da Missa e Comungar, mesmo estando em adultério. Permitindo pois que um pecador receba a Comunhão, e consequentemente abolindo o Sacrifício Perpétuo, que se apresenta verdadeiramente como Carne e Sangue de Cristo. A admissão de pecadores participando da Eucaristia, só pode vir daquele que foi previsto pelos Profetas para o final dos tempos, fazendo os Católicos desacreditarem na real presença de Cristo durante a Comunhão. A Igreja Católica nunca esteve tão confusa como os dias de hoje. Desde que Bergoglio entrou, tudo o que é sagrado está sendo tratado com indiferença e desprezo. Para quem não acredita, este malvado vai ainda louvar as mudanças feitas por Lutero, vai criar uma nova Missa anti-Católica e logo em seguida a religião universal ecumenista do Anticristo, a qual será a única que poderá ser cultuada dali para frente. Será de forma autoritária, e dirão que será pela paz, pela união e felicidade de todos. Os cristãos verdadeiros e muitos Judeus não vão aceitar esta nova religião, serão perseguidos pelos seguidores do Anticristo.
Esta é a verdade. Nosso querido Jesus já nos disse que o casamento é indissolúvel, pois o que Deus uniu, homem nenhum pode desunir, e o Papa Francisco vai contra este pensamento que é um Dogma de fé da Igreja, traindo a Igreja e negando Jesus Cristo Salvador e Deus.

Antonio